Como melhorar audiência de matérias em sites de notícias

Você já parou para pensar do porquê uma mesma notícia gera audiência em determinado canal e em outro recebe apenas poucos cliques? Muitos vão dizer que este fenômeno está relacionado ao fluxo de audiência de cada portal. Não vamos negar que essa informação faz sentido, mas não é só isso que determina quantas pessoas clicarão para ler uma matéria. O título possui grande poder sobre o leitor. Ele pode instigá-lo a clicar ou simplesmente fazer com que ele perca totalmente o interesse.

Para elaborar um texto que chame a atenção do leitor, é necessário ter uma boa noção do que é título e o que é lide. O título não deve contar a história toda, o motivo e o local. Pelo contrário, deve sempre deixar uma lacuna que levará o leitor a clicar para “preencher”.
internetxjornal-thinkstock

Já o lide tem a função de resumir o mais relevante da história, as cinco perguntas básicas seguintes devem ser respondidas nessa parte do texto: o que? Quando? Onde? Como? Por quê? Nos próximos parágrafos, é só desenvolver o assunto e fornecer informações adicionais para ilustrar a história. Este é o roteiro correto a ser seguido ao dar uma notícia.

Existem portais na internet, como o Best of Web e o Hypeness, por exemplo, que são especializados em notícias inusitadas e trabalham o “curiosity gap” nos títulos. “Mulher que acreditava ter sofrido um aborto, dá a luz aos 7 meses no chão do quarto” não provoca a mesma curiosidade no leitor do que “Mulher sofre um aborto. Sete meses depois, ela olha para o chão do quarto e não acredita no que vê.”

Entendeu a diferença entre um título e outro? Ao ler o primeiro, você já entende que ela acreditava que tinha sofrido um aborto e, meses depois, entrou em trabalho de parto e deu a luz em casa. Já o segundo leva o leitor a clicar para descobrir o que havia no chão do quarto que teria relação com o aborto que a mulher sofreu sete meses atrás.

É claro que existem portais de notícias para os mais variados públicos e perfis, e nem todos seguem a mesma linha editorial dos exemplos citados acima, mas no jornalismo de forma geral, é necessário trabalhar os títulos, pois eles funcionam para a matéria, mais ou menos como uma capa funciona para um livro.

Correio_Braziliense_200313

É ele que trará a primeira impressão sobre a notícia e, se for genérico demais ou fornecer todas as respostas do lide, a tendência é que o internauta, sempre apressado e com grande quantidade de conteúdo a sua disposição, decida que clicar é desnecessário.

titulos1

Títulos bem estruturados e que deem margem á imaginação do leitor costumam ser a melhor de maneira de fazer uma matéria “bombar” na web. Você certamente já viu alguma reportagem, nem tão interessante assim ganhar milhares de likes enquanto outras, com conteúdo muito melhor, não passam das 100 curtidas? Pois bem, talvez o segredo esteja nos títulos. Em apenas uma linha, é necessário convencer o leitor de que valerá a pena clicar. E o texto também deve fazê-lo sair com a sensação de que valeu a pena ter clicado.