Faculdade e estágio em jornalismo: Solução contra a má informação

Uma discussão que se tem no ramo do jornalismo, que já deveria estar superada há muito tempo, se refere à necessidade do diploma para o exercício da profissão. O jornalismo, no entanto, é, e deve ser visto, como qualquer outra profissão, que necessita de capacitação para que os serviços oferecidos sejam de qualidade e condizentes com a realidade.

A prática do jornalismo está muito além de tornar público os fatos, uma vez que os jornalistas precisam realizar uma apuração sobre o que de fato aconteceu e transformar essas informações em notícia. Dessa forma, o jornalista cumpre uma função social, que está diretamente relacionada com a vida e o cotidiano de milhares de pessoas.

estudantejornalismo3

Tendo isso em vista, nota-se que o acadêmico de jornalismo é mais do que necessário, pois é a partir dos ensinamentos da vida acadêmica que ele irá se capacitar para cumprir essa sua função diante da sociedade. Dizer, portanto, que o jornalista não precisa de formação é desqualificá-lo, além de demonstrar uma desconsideração generalizada para toda a população.

Isso pode ser muito bem exemplificado com a difusão das notícias falsas ou ainda das notícias com informações erradas. Esse movimento, infelizmente, tem crescido dia a dia, graças à liberdade de se publicar qualquer conteúdo, através das redes sociais e plataformas online. Com toda essa liberdade, pessoas totalmente despreparadas e sem formação alguma sentem-se à vontade para divulgar informações de forma errada e o pior: informações que nem sempre são verídicas.

estudantejornalismo-primeiranotica1

(Estudantes de jornalismo no laboratório da UFMS, no site experimental Primeira Notícia)

Dessa forma, se comprova, mais uma vez, a necessidade do diploma e a importância da formação acadêmica, a qual é responsável por preparar os jornalistas para que esse tipo de divulgação não aconteça.

Além da propagação equivocada de notícias, a falta de formação faz com que esses que se dizem jornalistas atuem de acordo com os seus próprios princípios, passando por cima de toda uma diretriz que se aprende na academia. Exemplo disso é a exposição exagerada de vítimas, bem como o desrespeito com elas, mostrando imagens que, de forma alguma, deveriam ser divulgadas. Mais uma vez, a academia se faz necessária, pois ensina a forma correta de se fazer determinadas coberturas, a partir de códigos de ética que precisam ser seguidos.

estudantejornalismo2

Outra questão também relacionada com a vida acadêmica é o estágio oferecido para os acadêmicos. A atividade do estágio tem como principal objetivo inserir o futuro jornalista na realidade do mercado de trabalho, proporcionando que esse adquira as experiências e vivências adequadas ao exercício da profissão. Com isso, o estágio tem a finalidade de oferecer um conhecimento da prática, unindo aos ensinamentos teóricos oferecidos na faculdade.

Com toda liberdade da tecnologia, pessoas totalmente despreparadas e sem formação alguma sentem-se à vontade para divulgar informações de forma errada e o pior: informações que nem sempre são verídicas.

O grande benefício do estágio é que o acadêmico tem a possibilidade de um treinamento, pois está, de fato, em contato com a profissão. Isso contribui para que ele se torne um profissional mais qualificado e mais capacitado para exercer a profissão no futuro, pois as experiências do estágio não podem ser adquiridas no ambiente acadêmico.

Por fim, um estudante que teve a possibilidade de realizar estágio durante a sua graduação entrará mais preparado para enfrentar os desafios do mercado competitivo.