Jornalistas: Como cativar e manter sua fonte sempre acessível

Todo jornalista sabe que uma boa fonte pode lhe render furos e notícias que estarão na primeira página de seu jornal ou revista, ou serem destaque nos programas televisivos, radiofônicos e portais de notícia.

A fonte é agente direto de uma boa apuração ou direcionamento para sua matéria. Por isso, é comum que muitas vezes elas sejam preservadas pelos profissionais da mídia, já que em alguns casos, revelar sua identidade pode comprometer o andamento da matéria ou até mesmo o compromisso que a fonte tem com você.

Todo jornalista também sabe que uma boa relação com a fonte é essencial para todo profissional de mídia.

Como manter uma boa relação

Antigamente, a relação entre fonte e jornalista era mais delicada. Ela demandava um tempo maior, com ligações esporádicas e até mesmo encontros casuais, ou seja, sem que a fonte revelasse algum fato novo.

foto_gusmão_rafael_moraes_1280

(Na foto, em 2013,  jornalista Fábio Gusmão do jornal Extra do Rio de Janeiro ao implementar WhatsApp na redação)

Atualmente, com o avanço tecnológico, a relação entre fonte é jornalista pode acontecer além da linha telefônica ou encontros e cafés. Redes sociais, aplicativos de mensagem gratuita como o WhatsApp e softwares de ligações são essenciais para que sua fonte entenda que sua relação com ela vai além dos fatos entregados.

É importante pelo menos uma vez no mês rever suas fontes e manter uma conversa informal com ela. Claro que você usará esse tempo para sondar sobre um novo fato, mas o relacionamento funciona para que você mostre àquela pessoa que ela é importante para o seu trabalho e que não será apenas solicitada quando algo acontecer.

Pessoas costumam se sentir usadas quando o jornalista só as chama para confirmar fatos ou conseguir novas informações.

Para manter essa fonte sempre fiel, você não precisa apenas mantê-la sempre em contato contigo. É preciso respeitar tudo o que ela te diz. Se não quiser ser identificada, não identifique, se pedir que você segure uma notícia até ela confirmar, espere. O que vale é manter a fonte confortável e até mesmo explicar a ela o motivo que fará com que você libere uma informação que não deveria ser liberada agora.

sonhario2

É preciso ter cautela e precaução para manter um bom relacionamento com sua fonte. Isso porque ela está em constante dúvida no ambiente do qual te passa informações. Seja uma empresa, concorrente ou até mesmo governo. Mostre que você e seu veículo confiam nela.

O ponto principal desse relacionamento está em manter a identidade de fonte quando preciso. Em casos de violência, dados financeiros de terceiros e crimes, a identidade da fonte deve sempre permanecer oculta.

Todo jornalista aprende na faculdade que fonte não se revela, se cultiva. Não importa de quem seja a pressão, chefe, juiz ou personagem direto da matéria, se sua fonte não quer ser revelada, é sua obrigação manter sua identidade.

Relacionamentos que deram certo

spotlight

No começo desse ano, o filme Spotlight: Segredos Revelados venceu o Oscar como Melhor Filme. A narrativa conta a história de um grupo de jornalistas, que com a ajuda de suas fontes, consegue reunir documentos que comprovam casos de pedofilia dentro de igrejas católicas de Boston, mas que tem ligação direta com os casos em todo o mundo.

Spotlight (1)

A relação entre as fontes e jornalista torna possível a construção da matéria e os documentos necessários para comprovar a história.

Os casos de bom relacionamento são grandes, mas também revelam outro fator importante para os profissionais. A importância em manter mais de uma fonte. Lembre-se que você não pode ser regem da fonte, a relação entre vocês é de troca.