Saiba a diferença entre público-alvo e persona para sites de notícias

O objetivo dos sites de notícias é ser o mais lido, seja no município, estado ou país, a busca é sempre por ser líder de audiência. Para isso, costumam  oferecem uma grande diversidade de informações, com pautas variadas e que agradem o maior número de pessoas. Nesse contexto, pode-se imaginar que não é possível especificar um público-alvo e uma persona para sites de notícias. Mas este é um passo possível e necessário para o negócio. 

Definir para quem se está falando é um recurso de marketing utilizado por empresas que querem direcionar o serviço ou produto que oferecem. É justamente o direcionamento da linguagem e das campanhas que definem se a estratégia de marketing alcançará seu objetivo ou não. Como diz o ditado popular, se você não sabe para onde quer ir, tanto faz o caminho.

Quem é meu público-alvo?

O público-alvo é uma maneira mais ampla de saber com quem você se comunica, representado por um grupo de pessoas com características em comum. Geralmente a situação social, demográfica e econômica definem este público. Avalie a cidade ou região onde moram, gênero, estado civil, classe social e hábitos de consumo, para definir o público-alvo. 

Então o público-alvo do site de notícia pode ser homens entre 30 e 45 anos que moram no município de Campo Grande/MS, classe média e empresários. Com pesquisas é possível chegar a vários dados, como o horário que mais acessam, quais as notícias que preferem ler, entre outros. Quanto mais informações na mão, mais chances de conseguir direcionar seu conteúdo. 

O que é a persona e como definir a minha

Ter um público-alvo é bom, mas saber quem é seu cliente ideal é melhor. A persona é um personagem fictício, mas que define exatamente o seu público e o ideal de onde você deseja chegar. Ela reúne muitas informações específicas, tem nome, idade, profissão, gênero, estado civil, preferências de consumo, lazer, redes sociais, entre outros. 

Criar essa persona ajuda a equipe a visualizar o público, criar empatia com ele, entendendo melhor suas necessidades e preferências para, claro, oferecer o que melhor se encaixa a ele. Considerando o exemplo acima de público-alvo, a persona para sites de notícias pode ser o Rafael. Tem 37 anos, é proprietário de uma loja de peças automotivas, é casado e tem um filho pequeno. Trabalha dez horas por dia para manter seu negócio e lê notícias para se informar sobre sua cidade e sua paixão, que são os carros, mas nem sempre encontra em sites locais o que gostaria de saber. Aos finais de semana gosta de ficar com a família e alguns amigos. 

Imaginou o Rafael? Criou a imagem dele? Pois é essa a sensação que a persona proporciona para a empresa, a de saber exatamente com quem está se relacionando. A partir disso é possível identificar as dores desse cliente e enxergar novas oportunidades para conquistá-lo, junto com novos anunciantes. 

Persona para sites de notícias

Pesquisa é a base para construir a persona, definida com dados e não suposições. Fale com seus clientes e leitores, estude sobre a impressão e o comportamento de cada um e então comece definir a persona do seu negócio. Dependendo da empresa é possível ter mais de uma persona. Por exemplo, além da persona Rafael, o site de notícias pode ter uma persona jovem, que consuma conteúdos conforme sua idade e uma dona de casa, que tenha outro perfil de consumo. 

Mas não tente apenas criar vários personagens, mas sim definir os ideais. A partir disso, você e sua equipe poderão trabalhar de maneira mais integrada e direcionada para alcançar seus objetivos. Aumentar o número de visualizações também pode render retorno em anunciantes e aumento de posts patrocinados, que tenham como foco um público mais direcionado.